Pra além do 8 de março Vereadora Edna convida a população para participar da programação dedicada às mulheres

Com o objetivo de debater assuntos pertinentes ás mulheres para além do oito de março, a bancada feminina, através da Sala da Mulher em parceiras com o Conselho da Mulher, Secretária de Saúde, Promotoria de Justiça, Polícia Militar, Igrejas evangélicas e católica, Câmara de Dirigentes e Lojistas e outras entidades organizaram um ampla programação.

A programação conta com mesa redonda, palestras, panfletagem, audiência pública e homenagens em celebração ao Dia Internacional da Mulher. Os eventos começam na próxima sexta-feira (8), e vão até o dia 27 de março.  O objetivo é ampliar o conhecimento e promover debates voltados a temas sociais contemporâneos, como feminismo, violência e gênero.

De acordo com a vereadora Edna Mahnic (PT) a bancada feminina tem atuado na defesa das mulheres e na implantação de políticas públicas que garantam os direitos das mulheres. “O proposito é criar meios e espaços para debater, discutir e propor políticas voltadas às mulheres. Além de criar uma rede de atuação e de apoio ás vítimas de violência”, explica a vereadora, lembrando que todos (homens e mulheres) serão bem-vindos para participar da programação.

Programação com Conselho da Mulher

  • 8/03 – Panfletagem.

17:00hs – Lago Municipal Vô Pedro Viana.

  • 9/03 – Roda de conversa (Pastoral Nossa Sra. Salete).

13:00hs – Rua Lindolfo Trampuch (antiga Escola Galileia).

  • 10/03 – Panfletagem.

18:00hs – Pista de Caminhada.

  • 14/03 – Homenagem Mulher Cidadã.

19:00hs – câmara Municipal de Vereadores.

  • 15/03 – Palestra. (Prof.ª Izabel Silveira/Badaró)

18:00hs – IFMT.

  • 27/03 – Audiência Pública.

19:00hs – Câmara Municipal de Vereadores.

  • 29/03 – Caminhada pela Paz .

14:00hs – Saída frente Hospital São Lucas. 

19h – Palestra “As lutas uma mulher negra”, Hotel Tezla,  organizado pelo Sintep/PVA

Sobre o Dia Internacional da Mulher

A data celebra todas as realizações femininas, além de reconhecer todas as dificuldades que as mulheres enfrentaram e ainda enfrentam. O dia foi criado como parte dos movimentos trabalhistas surgidos no início do século XX, tanto na Europa quanto na América do Norte.

O primeiro Dia Internacional da Mulher foi comemorado em 1909 para honrar a greve das trabalhadoras das fábricas de roupas, ocorrida em Nova Iorque no ano de 1908. As grevistas estavam protestando contra terríveis condições de trabalho. Conforme o tempo passou, a data continuou sendo uma forma de protesto. Durante a Primeira Guerra Mundial, por exemplo, o dia oito de março contava com diversos protestos contra a guerra. A data foi oficialmente reconhecida pelas Nações Unidas em 1975 e é celebrada até hoje.

Compartilhe esse Post

Com muito ❤ por go7.site