Precisamos avançar na causa animal em Cáceres

Em Cáceres, segundo dados da Vigilância Sanitária, existe uma população canina estimada em 21.000 animais, sendo que aproximadamente 2.000 são de cães sem domicílio. Somam-se a estes últimos, cães semi-domiciliados, que passam parte do dia soltos nas ruas.

Ao longo da minha vida, pude ser voluntário da Associação dos Amigos dos Animais de Cáceres (AAAC) e sei que a Política Pública para os animais às vezes ficam à desejar na cidade. É preciso entender que a Política Pública para esta área é uma questão de saúde pública.

Estas são nossas propostas para a Causa Animal:

  • Efetivar e ampliar a atuação do Castramóvel na cidade: Precisamos cobrar que o Castramóvel que foi adquirido em junho deste ano, seja mais atuante na cidade. O veículo que é equipado com centro cirúrgico, com aparelhos necessários para as cirurgias e com uma estrutura que se converte em tendas para cadastrar e atender os beneficiários. O castramóvel é dividido em sala de tricotomia (onde os animais são preparados para o procedimento), sala de antissepsia (uma espécie de lavabo cirúrgico) e centro cirúrgico, com capacidade para atender até dois animais simultaneamente.

 

  • Cobrar da nova gestão a criação do Centro de Controle de Zoonoses, órgão responsável pelas campanhas de controle populacional de cães e gatos em vários municípios brasileiros. Um levantamento realizado pela Vigilância Sanitária diz que  aproximadamente 5% dos cães da área urbana de Cáceres são portadores da Leishmaniose, uma grave doença que pode ser transmitida para os seres humanos. É uma questão de saúde pública e é preciso que se cobre este importante Centro para a cidade.

 

  • Fortalecer as organizações não governamentais que trabalham com a Causa Animal e fazer parcerias com o município para que a situação de abandono doa animais de rua sejam sanadas na cidade.

 

Compartilhe esse Post

Com muito ❤ por go7.site